Antonio Francisco

Graduado em História pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN); o poeta popular, cordelista, xilógrafo e compositor começou tardiamente sua carreira literária, já que era dedicado ao esporte, e fazia muitas viagens de bicicleta pelo Nordeste e não tinha tempo para outras atividades. Muitos de seus poemas já são alvo de estudo de vários compositores do Rio Grande do Norte e de outros estados brasileiros, interessados na musicalidade que possuem. Em 2006, Antonio Francisco tomou posse na Academia Brasileira de Literatura de Cordel, na cadeira de número 15, cujo patrono é o saudoso poeta cearense Patativa do Assaré. A partir daí, já vem sendo chamado de o “novo Patativa do Assaré”, devido à cadeira que ocupa e à qualidade de seus versos.